Vincent Cobee segue para a Mitsubishi, agora controlada pela Aliança Renault-Nissan

O homem que comandava a Datsun agora tem uma nova casa. Vincent Cobee, presidente da marca de baixo custo da Aliança Renault-Nissan para a Índia e outros mercados emergentes agora é vice-presidente corporativo da Mitsubishi. A mudança faz todo o sentido: Cobee, considerado um executivo talentoso, foi levado para a marca do diamante por Carlos Ghosn, que tem agora foco total em transformar a Mitsubishi em uma operação rentável. Assim como ele fez com a Nissan décadas atrás.

Leia também:

Cobee começou a trabalhar para a Nissan em julho de 2002, como líder do grupo de compras. Além da Nissan, ele trabalhou também na Lada, outra das marcas da Aliança, e foi para a Datsun em fevereiro de 2010. Por lá ele apresentou o Datsun Go, um modelo de baixíssimo custo, mas que foi considerado inseguro nos testes de impacto. Cobee disse que o modelo, na verdade, representava um avanço em segurança na Índia porque tinha ótima visibilidade e boa capacidade de frenagem, elementos que contribuiriam decisivamente para a redução de mortes no trânsito naquele país. Outro de seus argumentos era que o carro podia ter airbags e ABS, mas que isso o tornaria caro e fora do alcance da maioria dos clientes que o Go pretendia atingir.

Na Mitsubishi, Cobee terá de enfrentar outro escândalo: o de consumo. Depois que a marca japonesa foi flagrada fraudando os números de consumo e de emissões, algo descoberto pela própria Nissan, ela foi vendida para a Aliança. É na reversão deste dano de imagem que o executivo deve trabalhar, além de lidar com o planejamento de produtos para a Ásia.

Fotos: Gustavo Henrique Ruffo

Seja parte de algo grande