SUV foi submetido aos testes de impacto na versão básica e teve "zero" estrela

Cerca de um ano e meio após o Renault Duster feito na Colômbia ter alcançando 4 estrelas no teste de impacto do LatinNCAP, o modelo indiano conseguiu "zero" estrela na avaliação do órgão GlobalNCAP.  

Leia também:

Testado na versão básica - que na Índia é vendida sem airbags - o utilitário decepcionou nos testes de colisão promovidos pelo Global NCAP. Enquanto a proteção para adultos recebeu a pontuação mínima, a proteção para crianças recebeu 2 estrelas.

 

Renault Duster - India

 

"É preocupante que, durante a Semana de Segurança Rodoviária das Nações Unidas, mais uma vez encontramos um carro zero-estrela em nossos testes de colisão na Índia. A Renault produz o Duster em vários mercados, e ainda assim parece capaz de produzir uma versão indiana que vai tão mal em matéria de segurança", disse o secretário-geral da global NCAP, David Ward.

A conclusão do NCAP é a de que a proteção oferecida para a cabeça do motorista foi pobre. A proteção para o peito do motorista e do passageiro dianteiro foi marginal, com risco dos joelhos dos ocupantes da frente serem prensados nas estruturas perigosas no painel. Além disso, a carroceria foi classificada como instável, não sendo capaz de suportar grandes impactos sem se deformar além do desejável. 

Com a divulgação dos maus resultados, a Renault solicitou ao órgão que testasse outra versão, equipada com airbag para o motorista (o Duster indiano não possui airbag duplo). Desta vez o utilitário conseguiu 3 estrelas na proteção para adultos, ainda inferior às quatro estrelas do modelo colombiano testado em 2015 - o principal motivo foi o airbag do motorista ser menor.

Assista ao vídeo: 

 

Fotos: reprodução

Seja parte de algo grande