Perdas estão relacionadas às variações nas taxas de câmbio e aos altos custos operacionais

A Toyota acendeu a luz amarela dentro do departamento financeiro depois de constatar redução nos lucros globais relacionados ao quarto trimestre fiscal, encerrado no dia 31 de março. De acordo com o balanço, apesar de a receita ter subido 6,1% (US$ 66,87 bilhões) e as vendas terem avançado 3,1% (2,5 milhões de unidades), o lucro operacional caiu consideráveis 20% (para US$ 3,94 bilhões) e a receita líquida encolheu 6,6% (para US$ 3,58 bilhões).

Leia também:

A explicação está relacionada, especialmente, às variações cambiais e aos custos em espiral, conforme relata a agência de notícias Automotive News. A Toyota tem gastado uma nota na adaptação de suas plantas à nova plataforma modular TNGA, sendo obrigada a desembolsar mais por conta de incentivos elevados, aumento dos custos de mão-de-obra e elevação dos investimentos em locais de fabricação.

 

2018 Toyota C-HR: First Drive

 

A operação é dispendiosa, mas faz parte de um plano maior da marca de manter o portfólio modernizado e, ao mesmo tempo, garantir a racionalização dos custos de produção no futuro. Os resultados são esperados no longo prazo, tanto que já há previsão de queda nos lucros novamente no ano fiscal de 2018. "Vai levar tempo até que os resultados dessa estratégia apareçam", disse o presidente da companhia, Akio Toyoda.

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande