Medida deve criar 300 novos empregos e elevar ritmo de produção anual para 131 mil unidades

A Toyota da Argentina confirmou nesta semana que reforçará a produção dos modelos Hilux e SW4 na fábrica que mantém em Zárate, nos arredores de Buenos Aires. De acordo com a marca, o objetivo é ampliar o ritmo de fabricação em 30% e chegar a uma cifra anual de aproximadamente 131 mil unidades - número bem próximo da meta de 140 mil exemplares anuais traçada após o investimento de US$ 2 bilhões, aplicado com a chegada da nova geração dos utilitários.

Leia também:

Cerca de 70% deste volume é destinado à exportação para toda a América Latina e Caribe. O Brasil, como principal país, abocanha naturalmente a maior parte da produção, mas a crise econômica que atingiu em cheio o mercado nacional de carros obrigou a Toyota a buscar alternativas de demanda. Tanto é que a Hilux e a SW4 argentinas chegam hoje a mais de 21 países na região.

 

Toyota Innova

Novo modelo

Desde que foi inaugurada, em 1997, a fábrica hermana sempre produziu a dupla de utilitários. No entanto, rumores que circulam há mais de um ano apontam para a chegada de um terceiro modelo às linhas de produção. Nada ainda foi confirmado pela Toyota, mas as apostam convergem para a Innova, uma minivan vendida na Ásia que compartilha com a Hilux/SW4 uma série de componentes mecânicos, incluindo chassi, suspensão e câmbio. Resta saber se teria aceitação por aqui.

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande