Cerca de 40% dos componentes foram revisados, diz a marca

No mercado desde meados de 2012, o monovolume 500L estreia nesta semana sua primeira reestilização de meia-vida. Até onde os olhos podem ver, digamos assim, o pacote inclui atualizações sutis no conjunto frontal e novidades de acabamento e funcionalidade na cabine. Longe do alcance da vista, porém, a Fiat diz que mexeu bastante no carro, promovendo revisões em pelo menos 40% dos componentes.

Leia também:

2018 Fiat 500L facelift
2018 Fiat 500L facelift

Na dianteira, o para-choque foi redesenhado, a grade foi ligeiramente revista e os faróis ganharam assinatura de LEDs parecida com a do 500 - os desenhos circulares remetem aos algarismos "0" quando acesos. Na traseira, é possível notar a aplicação de novos detalhes cromados e o deslocamento da luz de ré para o para-choque (não só pela estética mas também pela eficácia, justificou a Fiat).

A paleta de cores foi atualizada e agora conta com pelo menos 37 combinações diferentes, com mais de 10 tons para a carroceria e 3 para o teto (branco, preto brilhante e preto fosco). Por dentro, o leque de novidades inclui volante revisto, quadro de instrumentos atualizado e alavanca de câmbio redesenhada. Completa o pacote o sistema UConnect de 7" compatível com as plataformas Apple CarPlay e Android Auto.

 

2018 Fiat 500L facelift

 

Sob o capô, a gama de motores inclui uma variadade de opções diesel, gasolina e GLP. No primeiro caso, por exemplo, a oferta fica por conta de um 1.3 Multijet de 95 cv e um 1.6 também Multijet de 120 cv. Na sequência vêm um 1.4 de 95 cv e uma variante mais forte com 120 cv, acompanhada do 0.9 TwinAir de 105 cv. Movidos a GLP, o 1.4 turbo e o 0.9 rendem a mesma potência, mas com autonomia bem maior.

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande