Marca terá pelo menos 3 novos modelos no segmento até 2020, incluindo um "mini Kona"

Errou redondamente quem achou que o Kona seria o último lançamento da Hyundai no frutífero segmento de SUVs. Em entrevista concedida durante a apresentação da novidade, na Coreia do Sul, o vice-presidente da montadora, Chung Eui-sun, adiantou que o modelo é apenas o prenúncio de uma verdadeira enxurrada de investimentos na categoria. "É a hora de termos uma programação completa de SUVs para que possamos responder às necessidades de nossos clientes", disse o executivo.

Leia também:

Um dos principais lançamentos, ainda guardado a sete chaves, será um SUV de grande porte enquadrado no segmento E. Maior que o Santa Fe, ele será o sucessor espiritual do Veracruz e terá capacidade para acomodar até 7 ocupantes, em três fileiras de assentos. Pelo posicionamento e pelo preço a ser cobrado, dois mercados, em especial, serão priorizados: Estados Unidos e China. Uma versão híbrida também está nos planos, assim como um equivalente de luxo produzido pela divisão Genesis.

 

Genesis GV80 Concept

 

De tamanho oposto ao grandalhão acima, um modelo do segmento A será lançado para ficar abaixo do recém-apresentado Kona. A Hyundai acredita que esta faixa do mercado representa grande potencial de vendas e pode render bons números em países da Europa e da Ásia. "Os jovens motoristas estão à procura de carros pequenos, mas sólidos e poderosos", disse um porta-voz. Este modelo será lançado até meados de 2020.

 

Genesis GV80 Concept

 

Por fim, e já em 2018, chegará ao mercado uma versão 100% elétrica do Kona com autonomia de aproximadamente 380 km. A novidade faz parte de uma "ofensiva verde" da marca e deve vir acompanhada de variantes semelhantes de outros modelos. O objetivo da marca é ter à venda pelo menos 5 SUVs, atuando em faixas diferentes do mercado.

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande

Hyundai Kona 2018 - Oficial