Unidade vista sem disfarces no país asiático levantou dúvidas sobre ser, de fato, a nova geração para mercados internacionais

Flagrado praticamente sem disfarces há poucos dias na China, o protótipo de um sedã de porte médio da Volkswagen levantou polêmica ao ser imediatamente apontado como a nova geração do Jetta. De visual sóbrio e linhas de apelo pouco emocional, o modelo não seria aquilo que esperávamos de um sucessor para o "sedã do Golf" que temos hoje. Reunidas informações mais detalhadas e consultadas algumas fotos de arquivo, concluímos que o tal carro das fotos, felizmente, não chegará a mercados internacionais. Terá atuação restrita ao mercado chinês, assim como outros sedãs, incluindo o Lamando e o Lavida.

Leia também:

Novo Volkswagen Jetta - Flagra China
Novo Volkswagen Jetta - Flagra China

Constatada a real identidade do protótipo, fica a expectativa em torno da nova geração do verdadeiro Jetta. Detalhes sobre o projeto ainda são mantidos sob sigilo, mas pequenas pistas deixadas à tona pela própria marca nos permitem ter uma ideia geral. Durante o Salão de Genebra, por exemplo, o próprio Herbert Diess (presidente do conselho de administração da Volkswagen) falou sobre a chegada do modelo. Foi nesta apresentação, inclusive, que um esboço do novo sedã foi mostrado ao lado de outros futuros lançamentos, como o Virtus.

 

Novo Volkswagen Jetta - Esboços

 

A imagem mostra pouco, mas é possível identificar que o novo Jetta global, definitivamente, não será o modelo chinês do flagra. O visual, como vemos, será composto por linhas mais atraentes e vincos mais bem definidos - repare como o encontro da grade com os faróis remete ao Arteon. O interior deve seguir a receita dos modelos mais novos e a nova central multimídia que estreou no recém-apresentado Polo 2018, por exemplo, certamente estará presente.

 

Novo Volkswagen Jetta - Esboços

 

Na parte mecânica, é certeza a adoção da plataforma modular MQB em substituição à antiga base PQ35. Os ganhos serão claros em perda de peso e aproveitamento de espaço interno, além de avanços em termos de segurança e dirigibilidade. Sob o capô, o modelo destinado à Europa e Américas terá motores TSI 1.0, 1.5 e 2.0, além dos diesel TDI 1.6 e 2.0.

A apresentação pública é cotada para acontecer em duas datas: ou setembro, durante o Salão de Frankfurt, ou novembro, no Salão de Los Angeles. A produção da versão norte-americana será iniciada em dezembro, com vendas na sequência. 

Fotos: reprodução 

Seja parte de algo grande

Novo Volkswagen Jetta - Esboço