Diante da dúvida, marca preferiu não trazer o modelo e esperar pela nova plataforma CMP do grupo

Lançado no Salão de Paris de 2016, o Citroën C3 de nova geração chegou a ser cogitado para o Brasil. Oficialmente, na época, a marca disse que o atual volume de vendas do compacto não justificaria o investimento para trazer o novo modelo ao mercado brasileiro. Segundo apuramos agora, porém, a história não foi tão simples assim...

A dúvida surgiu no lançamento do Peugeot 2008, nesta semana, quando a diretora geral Ana Theresa Borsari afirmou que a linha do Grupo PSA (Peugeot-Citroën) será global, e não haverá modelos desenvolvidos especificamente para outros mercados - apenas adaptados para cada realidade, obviamente. Mas como explicar ter uma linha global por aqui e não incluir o novo C3, o modelo mais importante da marca no Brasil?

 

Prueba Citroën C3 2017 PureTech 110

 

A resposta veio por meio do diretor de marketing e produto Fabrício Biondo, em conversa com a reportagem do Motor1.com Brasil. Segundo ele, o maior problema é que o novo C3 não agradou nas clínicas feitas no Brasil, com potenciais consumidores do modelo. "Fizemos uma primeira clínica e o resultado não foi bom. Ficamos na dúvida e incluímos pessoas de outros Estados numa segunda clínica, mas mesmo assim não convenceu", explica. Diante disso, e do fato de que o novo hatch teria que ficar pelo menos 8 anos no mercado, a Citroën decidiu por abortar o projeto.

Leia também:

Outro fator fundamental para a decisão é que o novo C3 ainda usa a mesma plataforma do atual (compartilhada com o Peugeot 208), que está no final de sua vida. Explicamos: em 2019 começa a ser aplicada na Argentina a nova plataforma modular CMP da PSA, uma versão simplificada e mais barata da EMP2 usada no 3008 e no C4 Picasso, que vai servir para carros do segmento A, B e C. É dela que surgirão os sucessores do 208 e C3, além de outros modelos. De acordo com Biondo, apesar de ter sido confirmada apenas para a Argentina, a fábrica de Porto Real (RJ) está pronta para receber os produtos da CMP.

Então, o C3 fica como está até que ganhe uma verdadeira nova geração, sobre a base CMP. O próximo lançamento da marca no Brasil deverá ser o C4 Cactus, um SUV de porte superior ao do Aircross.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande