Rafael Paschoalin competirá na famosa prova americana com moto levemente modificada

Rafael Paschoalin - Yamaha MT-07 Pikes Peak

 

A subida de Pikes Peak é uma famosa (e desafiadora) prova realizada em Colorado Springs, nos Estados Unidos. São 20 km de percurso com 156 curvas e uma mudança de altitude (sai dos 2.300 m para 4.300 m) que exige bastante do piloto e da moto. Para encarar a 101ª edição, a Yamaha conta com o brasileiro Rafael Paschoalin e a sua MT-07 levemente preparada para a prova. 

Leia também:

Competindo pela categoria Middleweight, a mais acirrada da prova, Rafael usará a sua experiência em provas deste tipo, como a Ilha de Man, e uma Yamaha MT-07 que teve modificações no cabeçote, mapeamento da injeção eletrônica, na admissão de ar e no escape, agora mais livres. Para aliviar peso, ela perde faróis, piscas, espelhos e suporte de placa. A suspensão é mais rígida, para segurar a dianteira nas curvas fechadas do percurso, e os pneus são homologados para corridas, com composto mais mole, diferente dos de rua. 

 

Rafael Paschoalin - Yamaha MT-07 Pikes Peak

 

Originalmente, a MT-07 tem motor de 2 cilindros, 689 cm³, 74,8 cv, injeção eletrônica e refrigeração a água. Os 6,9 kgfm de torque já aos 6.500 rpm tornam a moto boa de respostas, uma das caraterísticas que Paschoalin usará nas saídas de curvas no domingo, dia 25 de junho.

Fotos: divulgação

 

Seja parte de algo grande