"Precisamos evitar ser prisioneiros de certos itens", disse executivo da área de produto

Um dos grandes precursores da atual identidade de design da Citroën, o C4 Cactus deve passar por significativas alterações de estilo na próxima geração. Conforme relata a revista britânica Auto Express, o misto de SUV e hatchback dará uma guinada rumo à filosofia clássica e perderá algumas das características vistas no design atual. A principal delas, adianta a publicação, diz respeito aos famosos Airbumps (superfícies emborrachadas instaladas nas laterais), que devem ser relegados à lista de opcionais.

Leia também:

Embora a Citroën não confirme, a ideia é tornar o C4 Cactus mais urbano e, desse modo, abrir espaço no portfólio para os novos C3 Aircross e o C5 Aircross. De quebra, essa mudança o deixaria mais próximo do primo C4 (à venda desde 2011 e sem novidades desde então), podendo até mesmo substituí-lo no futuro. "Queremos ter um sucessor, mas queremos mostrá-lo como um modelo coerente com a estratégia atual, ousado e eficiente em termos de conforto", disse o chefe do planejamento do produto, Xavier Peugeot.

 

2017 Citroën C4 Cactus

 

Sobre os Airbumps, o executivo acrescentou: "Precisamos evitar ser prisioneiros de certos itens, como os Airbumps, então nós os jogaremos como cartas de forma diferente de acordo com o modelo, o segmento e a região. É por isso que vamos revelar novos carros nos próximos meses com diferentes maneiras de manter os Airbumps vivos". Peugeot dá a entender que o item deixará de ser obrigatório, como no Cactus, e passará a ser opcional, como no novo C3.

 

Citroën C4 Cactus

 

A segunda geração do C4 Cactus deve chegar ao mercado dentro de um ano. Além das alterações de estilo, o modelo será o primeiro Citroën a usar o novo sistema de suspensão "Cushion Hydraulic Progressive".

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande