Indústria já passou de 1,2 milhão de unidades produzidas no ano e revisa crescimento para cima

Os dados de produção de veículos no Brasil divulgados pela Anfavea nesta quinta-feira (6) mostram um céu menos nebuloso. Com 1,263 milhão de unidades fabricadas no primeiro semestre, a indústria automotiva nacional comemora o bom crescimento de 23,3%.

Apesar de uma desaceleração na produção, de 15,4% em junho (212,3 mil) comparado a maio (250,9 mil), o resultado do último mês foi 15,1% melhor no confronto o mesmo período do ano passado (184,5 mil).

 

Leia também:

 

Ao considerar a soma dos últimos 12 meses (julho de 2016 a junho de 2017), a produção brasileira foi de 2,39 milhões, número que também mostra crescimento de 10,6% quando comparado aos 2,16 milhões de carros produzidos no período anterior (julho de 2015 a junho de 2016).

 

Fábrica VW Anchieta

 

Boa parcela deste resultado, no entanto, não vem do mercado interno. Em solo brasileiro foram emplacados 1,019 milhão no primeiro semestre deste ano, ou seja, crescimento de 3,7%. Um número modesto, mas que sinaliza horizonte mais positivo para a indústria.

As exportações foram as grandes responsáveis pela obtenção do crescimento da produção. O crescimento no volume de veículos exportados foi de 57,2% no primeiro semestre, totalizando 372.563 unidades. Em 2016, o resultado no período foi de 236.941.

 

Fiat Argo fábrica

 

Embora o volume de produção tenha dado sinais de recuperação, a quantidade de postos trabalho foi reduzida em 0,3%. O fechamento do mês de junho indica 121.599 empregados na indústria automotiva, enquanto em maio eram 121.939 posições.

Com os resultados apurados no primeiro semestre, a Anfavea já projeta um crescimento maior do que havia previsto no início do ano. Para a Associação, a perspectiva anterior de aumento de 11,9% na produção foi revista para 21,5%. A projeção de crescimento no volume de licenciamentos não foi alterada, permanecendo a mesma aposta de 4%, o que mostra que as exportações seguirão tendo papel fundamental para a indústria local neste ano.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande