Ação deve custar 220 milhões de euros, ou mais de R$ 800 milhões

A Mercedes-Benz anuncia nesta semana na Europa a realização de um recall de grandes proporções envolvendo pelo menos 3 milhões de veículos movidos a diesel. De acordo com a marca, trata-se de uma ação preventiva realizada com o intuito de sanar "incertezas geradas pelo debate público sobre motores diesel". O chamado afeta tanto automóveis quanto modelos comerciais e deve ser iniciado dentro de poucas semanas, ao custo total de 220 milhões de euros (ou pouco mais de R$ 800 milhões).

Leia também:

O plano já foi aprovado pelo conselho de administração da marca e vem à tona, coincidentemente ou não, depois que a Mercedes foi questionada por autoridades da Alemanha sobre suspeitas de publicidade enganosa e possível manipulação de gases do sistema de escapamento de veículos diesel. Na ocasião, a montadora concordou com o Ministério do Transporte em submeter os carros a uma nova rodada de testes.

 

Classe A

 

“O debate público sobre motores diesel está criando incerteza — especialmente para nossos consumidores. Decidimos, portanto, tomar medidas adicionais para tranquilizar os motoristas quanto aos carros diesel e para fortalecer a confiança nesta tecnologia”, disse Dieter Zetsche, diretor do conselho de gestão e chefe da divisão de carros da Mercedes-Benz.

O reparo consiste em atualizações no software do motor, sem qualquer custo para os clientes.

Fotos: divulgação

 

Seja parte de algo grande

Mercedes Classe V 2017