Apesar do bom momento das concorrentes, com mais de 1 milhão de unidades cada uma, a Audi registra queda de quase 5%

O mercado premium no mundo não tem do que reclamar. Só no primeiro semestre de 2017, tanto a Mercedes-Benz quanto a BMW conseguiram superar a marca de 1 milhão de unidades vendidas cada uma. A Audi, em compensação, teve um recuo de 5% nas vendas. Confira os números abaixo.

Leia também:

Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz encerrou os seis primeiros meses de 2017 mais líder do que nunca. Com 1.144.274 veículos comercializados globalmente, a marca de Stuttgart ampliou em 13,7% o resultado do mesmo período do ano passado – somente em junho foram 209.309 unidades (+11,1%).

 

Mercedes Generation EQ concept

 

Maior mercado individual para a Mercedes, a China contribuiu com 292.679 unidades deste total, um avanço de expressivos 34,5%. Em seu segundo mercado mais importante, os EUA (161.960), a marca registrou uma pequena retração de 0,5%, mas ainda assim se manteve à frente das rivais.

 

2018 Mercedes X-Class

 

Na Europa, as vendas atingiram 484.120 unidades, número 8,9% superior ao de 2016. Deste total, 151.790 unidades (+6,3%) foram registradas na Alemanha. No continente, aliás, a Mercedes assegurou recordes de vendas em mercados como França, Reino Unido e Espanha.

 

review Mercedes-Benz Classe E 220 d

 

Campeã de vendas, a Classe C ultrapassou as 210 mil unidades. Já a Classe E, com 181.940 unidades, viu os números crescerem 68,4% nos últimos doze meses. Cada vez mais importantes para o desempenho comercial da marca, os SUVs responderam por 385.044 unidades, alta de 13,4%.

BMW

Assim como a sua maior rival, a BMW também ultrapassou 1 milhão de unidades no 1º semestre. Foram 1.038.030 unidades, 5,2% acima do total registrado no mesmo período do ano passado. Considerando apenas as vendas de junho, a marca emplacou 192.873 unidades, uma evolução de 2%.

 

2016 BMW X1 qualifies for IIHS Top Safety Pick+

 

Entre os modelos, destaque para o X1 (136.748), com alta de 45,2%. Quem também se deu bem foi o Série 7: com 32.290 unidades, o crescimento do top de linha foi de 26,9%.

Audi

Apesar de junho mostrar evolução em relação a 2016 (170.650 unidades, +1%), a Audi foi a única do pódio a amargar retração no período. Em baixa de 4,7%, a marca de Ingolstadt fechou os seis primeiros meses de 2017 vendendo quase 45 mil unidades a menos (908.950, contra 953.293).

 

Audi Sport Performance Parts

 

A China foi a grande responsável pelo resultado negativo. Principal mercado para a marca, o país consumiu 254.785 unidades, uma queda de 12,2%. A Itália (35.012), na ponta oposta, foi onde a Audi mais avançou (+9%). Nos EUA, a marca pela primeira vez superou a barreira das 100 mil unidades em um semestre (102.971), mais, por exemplo, do que em todo o ano de 2010. Na sua Alemanha natal, as vendas praticamente se mantiveram estáveis, com 167.620 unidades.

Volvo

Única representante sueca da lista, a Volvo manteve a trajetória de alta. Entre janeiro e junho, a marca foi a preferida por 277.641 consumidores, 8,2% a mais do que no mesmo período de 2016. Deste total, 54.351 unidades foram comercializadas em junho (+5,7%).

 

Volvo XC90 T8 Hybrid 2017

 

Com 57.568 unidades (+22,6%), a China foi o mercado mais importante para a Volvo, seguido pelos EUA (36.654), onde as vendas recuaram 7%. Na Suécia, as 36.455 unidades vendidas representaram um avanço de 6,2% no período.

 

2017 Volvo XC60 First Drive

 

O XC60, com 89.950 unidades, liderou o ranking por modelos. A linha V40, com 48.554 unidades, e o XC90, com 40.186 unidades, completaram o pódio da marca no período.

Cadillac

Principal marca de luxo dos EUA, a Cadillac fechou o primeiro semestre de maneira muito positiva. As 164.174 unidades comercializadas em todo o planeta representaram um crescimento de 27,1% em relação a 2016. Em junho, quando emplacou 27.636 unidades, a alta foi menor (+7,2%).

 

2017 Cadillac CTS

 

E foi a China quem puxou estes números para cima. No maior mercado para a marca, foram comercializadas 80.357 unidades, 75,4% de alta sobre o ano passado. Já em seu mercado de origem, as 72.073 unidades representaram uma retração de 1,6%. Juntos, os dois países responderam por quase 93% das vendas totais da Cadillac.

 

2017 Cadillac XT5

 

Entre os modelos, destaque para o crossover XT5 e suas 65.250 unidades. Já o ATS (versões sedã e coupé) respondeu por 34.277 unidades.

Porsche

A alemã teve o seu melhor 1º semestre da história, com 126.497 veículos comercializados. Este número representou um avanço de 7% sobre 2016.

 

Porsche Panamera Sport Turismo

 

Deste total, 35.864 unidades foram vendidas para clientes chineses, 18% acima do total dos seis primeiros meses do ano passado. Os EUA, com 27.568 unidades (+3%), vieram na sequência, com a Alemanha (15.474, +1%) completando os principais mercados.

 

Porsche Macan Turbo with Performance Package

 

O Macan foi o modelo mais popular no período, com mais de 50 mil unidades comercializadas (+11%), seguido pelo Cayenne (35.601), mostrando o acerto da marca nas apostas entre os SUVs/crossovers.

Mini

A marca inglesa também teve motivos para comemorar o fim do 1º semestre. Com 181.214 veículos comercializados, a Mini experimentou um crescimento de 3,6% sobre 2016. O mês de junho contribuiu com 39.443 unidades deste total, 3% acima do desempenho de doze meses atrás.

Observação: Os dados da Jaguar, da Land Rover e da Lexus referentes ao 1º semestre estão indisponíveis.

Fontes: Daimler AG /  BMW Group / Jaguar Land Rover / Volkswagen AG / Volvo Cars / Cadillac

Seja parte de algo grande

Mercedes-AMG E63 Sedan 2018