Atualizado, SUV compacto aposta em preço agressivo e amplo pacote de equipamentos

Após muito tempo de espera, o novo Ford EcoSport enfim é lançado oficialmente nesta terça-feira (25), com preços entre R$ 73.990 e R$ 93.990. Muda bastante para um carro que teoricamente passaria apenas por uma mera reestilização. Recebe novo design, mais alinhado à atual linguagem visual da empresa, troca o motor 1.6 pelo inédito 1.5 tricilíndrico e traz generosa lista de equipamentos de série, incluindo 7 airbags. 

 

Ford EcoSport 1.5 2018

 

Fisicamente, o Ford EcoSport renovado mudou apenas em design. Montado sobre a plataforma do Fiesta, tem 4,27 metros de comprimento (somado o estepe externo), 2,52 m de entre-eixos, 2,05 m de largura e 1,67 m de altura. Isso faz com que mantenha o porta-malas pequeno para a categoria, um de seus pontos-fracos, com 356 litros – que podem subir para 1.178 l com os bancos traseiros rebatidos. Ainda assim, tem uma novidade: a tampa pode ser colocada em três níveis de altura. Na posição intermediária, cria um pequeno compartimento de 52 litros. Na superior, cria um assoalho reto em combinação com os assentos traseiros rebatidos.

Por fora, só iremos reconhecer o novo EcoSport pela dianteira. Mudam os faróis, mais curtos e largos que os anteriores, e a grade frontal subiu, eliminando a fina entrada de ar no fim do capô. Ela também ganha novo aspecto, usando filetes cromados grossos no lugar do desenho antigo que formava três gomos. As luzes de neblina abandonaram o formato redondo e agora são quase triangulares. Como a grade subiu, a Ford pôde recriar o para-choque dianteiro, mais parrudo e que conversa melhor com o resto da carroceria. Em contrapartida, a traseira mudou apenas no para-choque, levemente mais longo que o anterior.

 

Ford EcoSport Freestyle 1.5

 

Foram tímidos na traseira do Eco, mas não em seu interior. Finalmente perde o antiquado sistema multimídia Sync (aquele da telinha azul), adotando a central Sync 3, composta por uma tela “flutuante” sensível ao toque de 6,5” ou 8”, dependendo da versão – o display fica fora do painel, como se fosse um tablet. O cluster também recebe novidades, agora com tela de 4,2” colorida para as versões Freestyle e Titanium, enquanto a SE tem uma monocromática de 2,8”.

Troca de motores

Apesar do motor 1.6 Sigma ainda ser atual, a Ford tem que cumprir as metas de emissão do Inovar-Auto. Por isso chega da Índia um novo propulsor, o 1.5 Ti-VCT de 3 cilindros. Gera 137,2 cv de potência com etanol e 130 cv com gasolina, contra os 131/125 cv do 1.6. Seu diferencial está no torque, de 16,1/15,6 kgfm a 4.500 rpm (etanol e gasolina), maior do que os 15,9/15,7 kgfm do motor antigo e que surge 250 rpm antes.

O 2.0 não foi esquecido, substituído pela versão utilizada no Focus, com injeção direta de combustível e duplo comando de válvulas variável. Gera 176 cv e 22,5 kgfm, com etanol no tanque, ou 170 cv e 20,6 kgfm, com gasolina. É um ganho de até 28 cv e 2,8 kgfm em relação ao 2.0 anterior.

 

Ford EcoSport 1.5 2018

 

Após muitas reclamações, a Ford começa a tirar o câmbio Powershfit de sua linha. O EcoSport chega sem o automatizado, adotando uma caixa automática de 6 marchas com conversor de torque. A versão 2.0 utiliza a mesma transmissão 6F35 do Fusion, enquanto o 1.5 conta com uma derivada, chamada 6F15, desenvolvida especialmente para trabalhar com o novo motor tricilíndrico. Sempre traz paddle shifts atrás do volante para trocas manuais de marcha.

Segundo o Conpet-Inmetro, o 1.5 com câmbio manual de 5 marchas faz 8,3 km/l na cidade e 9,0 km/l na estrada, quando abastecido com etanol. Com gasolina, sobe para 11,6 km/l e 13,1 km/l, respectivamente. A versão automática rende 7,1 km/l (ciclo urbano) e 8,9 km/l (ciclo rodoviário) com etanol, passando para 10,4 km/l e 12,8 km/l com gasolina. O rendimento ficou entre 0,1 km/l e 1,4 km/l maior. O destaque é a menor emissão de CO2, que caiu de 124 g/km para 109 g/km para a versão manual e de 123 g/km para 118 g/km no EcoSport automático. Ainda não divulgaram o consumo da configuração 2.0.

Outro argumento está na lista de equipamentos. O EcoSport 2018 vem de série com 7 airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho para o motorista), controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sensor de pressão dos pneus, central multimídia de 6,5”, sensor de estacionamento e rodas de liga leve. O único opcional será o câmbio automático, que sobe o preço em R$ 5 mil para cada versão.

 

Ford EcoSport Freestyle 1.5

 

Confira abaixo todos os preços, versões e equipamentos do novo Ford EcoSport:

EcoSport SE 1.5 (R$ 73.990): Ar-condicionado, assistente de partida em rampas, aviso de portas abertas e faróis acesos, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro bipartido, central multimídia Sync 3 com tela sensível ao toque de 6,5” com Bluetooth e entrada USB, chave canivete com controle remoto, cinto de segurança de três pontos para todos os bancos com aviso de uso, computador de bordo de 2,8”, controle eletrônico de estabilidade e tração, direção elétrica, gancho para reboque, ganchos ISOFIX para cadeiras infantis, grade frontal ativa, porta-malas com abertura elétrica, retrovisores externos elétricos com luzes de seta integradas, rodas de liga leve de 15”, sensor de estacionamento traseiro, sensor de pressão dos pneus, sete airbags (frontais, laterais, de cortina e um de joelho), vidros elétricos com função one-touch, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade.

EcoSport SE 1.5 automático (R$ 78.990): Mesmos itens que a versão SE 1.5 manual, com piloto automático.

EcoSport Freestyle 1.5 (R$ 81.490): Adiciona ar-condicionado automático e digital, assoalho inteligente do porta-malas, bancos revestidos em tecido e couro, câmera de ré, central multimídia Sync 3 de 8” com navegação por GPS em português, computador de bordo com tela LCD de 4,2”, luzes diurnas em LED, rodas de 16”, sensor de ponto cego e tráfego cruzado. 

EcoSport Freestyle 1.5 automático (R$ 86.490): Mesmos itens que a versão Freestyle 1.5 manual.

EcoSport Titanium 2.0 automático (R$ 93.990): Adiciona acendimento automático dos faróis, chave com sensor de presença e partida sem chave, espelho retrovisor eletrocrômico, faróis de xenon, cinco alto falantes e quatro tweeters,  sensor de chuva, sistema anti-capotamento, teto solar elétrico. 

A garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem, e as revisões têm preço fixo pelo período de 10 anos.

Texto: Nicolas Tavares

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande

Ford EcoSport Freestyle 2018