Segmento dos hatches médios representa apenas 1,27% do mercado

As vendas dos hatchbacks médios vêm caindo a cada mês e isso pode motivar a interrupção da produção nacional do Volkswagen Golf em São José dos Pinhais (PR). Em entrevista ao site Automotive Business, David Powels, presidente da Volkswagen para Brasil e América do Sul, revela que modelo nacional pode estar com os dias contados, caso continue vendendo tão pouco – atualmente, todo o segmento representa somente 1,27% de todos os carros emplacados desde janeiro deste ano.

“Vamos ver como fica, mas se continuar assim com vendas muito baixas, poderemos interromper a fabricação”, revelou Powels ao Automotive Business. O Golf atualmente está na segunda colocação entre os mais emplacados do segmento, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Mas isso ainda é bem pouco: no acumulado do ano, emplacou 2.461 unidades, enquanto o líder Chevrolet Cruze Sport6 está com 3.222 veículos.

Leia também:

Apesar da declaração do executivo, o Golf deve seguir nos planos da Volkswagen brasileira por mais um tempo. O modelo reestilizado já circula pelo Brasil há alguns meses, como mostram diversos flagras que já publicamos. O hatch renovado será um dos 9 lançamentos prometidos pela fabricante para este ano.

Atualização: A assessoria de imprensa da Volkswagen explica que a declaração de seu presidente se refere a um cenário onde as vendas dos hatches médios seguiriam em queda. Ou seja, o fim da produção do Golf nacional, se acontecer, será a longo prazo, dependendo do mercado. 

 

Comparativo Cruze Sport6 x Golf TSI

Família MQB-A0

Enquanto o Golf tem seu futuro incerto, a Volkswagen prepara a produção de uma nova família no Brasil, toda com a plataforma MQB-A0, uma variação da MQB do Golf para carros menores. É a base do novo Polo, que será lançado por aqui até novembro. Em seguida será a vez do Virtus, sedã que vai brigar com Chevrolet Cobalt e Honda City. Para o ano que vem virá a versão definitiva do T-Cross, SUV compacto rival do Honda HR-V. Além disso, a marca ainda trabalha em uma nova picape, acima da Saveiro, e também em mais um SUV, o T-ROC feito na base do Golf. Mas este deverá ser produzido na Argentina. 

Texto: Nicolas Tavares

Fotos: Divulgação e Motor1.com

Seja parte de algo grande