Governo americano liberou o reparo de parte dos modelos com motor 2.0 TDI

Uma boa noticia para a Volkswagen nos Estados Unidos. A Agência de Proteção do Meio Ambiente Americana, a EPA, e o Conselho de Regras do Ar da Califórnia, o CARB, aprovaram o reparo de 326.000 veículos da marca alemã envolvidos no Dieselgateo correspondente a 98% dos carros com motor 2.0 TDI com níveis de emissões fora dos padrões. 

Leia também:

O reparo será feito na parte de controle de injeção, tanto na parte de hardware quanto software, e com um novo catalisador que, segundo a VW, irá piorar o consumo em cerca de 0,8 km/l. Mesmo assim, a Volkswagen ainda aguarda a autorização para revender os carros recomprados dos consumidores quando o software que burlava os testes de emissões foi detectado. Isso deve acontecer nas próximas semanas. 

Em números, foram 475.000 carros recomprados pela VW nos Estados Unidos, todos equipados com o motor 2.0 TDI. Só neste processo, foram gastos mais de US$ 6,3 bilhões e cerca de 275.000 carros estão guardados em galpões após a recompra. 

No começo do ano, foram corrigidos 84.000 Passat automáticos de 2012 a 2014, que a VW chama de "Generation 2", e mais 67.000 Passat 2015 da "Generation 3". Agora, serão convocados modelos "Generation 1", que envolve Jetta, Golf, Beetle e Audi A3. 

Fonte: Reuters

Seja parte de algo grande