Alta penetração na carroceria no impacto lateral foi a responsável pela nota baixa do subcompacto

A mais nova leva de resultados da Latin NCAP trouxe más notícias para a Fiat. Mais especificamente para o subcompacto da marca, o Fiat Mobi. Ele ganhou apenas 1 estrela em proteção a adultos e 2 na proteção a crianças. Os outros dois modelos avaliados nesta rodada, a van Chevrolet N300 e o Kia Rio Sedan, não são vendidos no mercado brasileiro, mas também tiveram resultados ruins.

Leia também:

A exemplo do que aconteceu com o Chevrolet Onix, foi o impacto lateral o maior responsável pela baixa pontuação do subcompacto da Fiat. A penetração na carroceria foi grande, ainda que os danos ao motorista não tenham sido tão graves quanto seriam no Onix. A proteção ao peito no Mobi, por exemplo, foi marginal, enquanto no Chevrolet ela foi fraca, um grau abaixo da oferecida pelo subcompacto.

 

 

O Kia Rio Sedan, que tem chances de ser vendido no Brasil, foi o modelo que se saiu melhor nos testes. Com airbag apenas para o motorista, ele recebeu 2 estrelas para adultos e 2 para crianças. Veja abaixo seu teste.

 

 

A lanterna novamente ficou com um modelo Chevrolet. Fabricada na China, onde é vendida como a Wuling Hongtu, a van N300 zerou o teste e teve apenas 1 estrela de proteção a crianças. Sem airbags ou pré-tensionadores dos cintos, ela ofereceu o nível mais baixo de proteção ao motorista (pobre) na cabeça, pés e parte inferior da perna direita.

 

 

A carroceria da van, capaz de transportar até 8 pessoas, foi considerada instável, outro fator que tira pontos nos testes da Latin NCAP. A entidade divulgará uma nova rodada de testes dentro de 7 semanas. Por volta do dia 19 de setembro. Fica a expectativa sobre a pontuação que outros carros no Brasil poderão apresentar. Com exceção do Renault Captur, os resultados mais recentes são bastante decepcionantes.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande