Momento foi registrado por Ralph Gilles, vice-presidente global de design do Grupo FCA

O ultimo dos Dodge Viper deixou a linha de montagem ontem (16) em Detroit (EUA). O evento foi registrado no Instagram do vice-presidente global de design do grupo, Ralph Gilles, responsável pela atual geração do modelo. O motivo do cancelamento foi uma nova lei federal que exige cortinas infláveis, algo que não se encaixa no projeto do cupê superesportivo.

Leia também:


O fim da produção foi anunciado há um ano, quando o cultuado modelo completou 25 anos de existência. Com mais recordes de pista do que qualquer outro carro de produção em série no mundo, o ACR de despedida foi o Viper de rua mais rápido de todos os tempos. Cinco séries limitadas foram lançadas na linha 2017, e rapidamente encomendadas pelos fãs da “víbora”. As 28 unidades do Viper 1:28 Edition ACR foram um tributo ao tempo de 1min28s65, atual recorde de volta mais rápida para um carro de série na histórica pista de Laguna Seca, na Califórnia.

 

O Viper GTS-R Commemorative Edition ACR (100 unidades) homenageou uma das pinturas mais inconfundíveis do Viper, a combinação de carroceria branca com faixas azuis do Viper GTS-R GT2 Championship Edition, de 1998 – que comemorava a vitória do Viper no Campeonato Mundial de GT2, da FIA. Teve 100 unidades produzidas. As outras foram Viper VoooDoo II Edition ACR (31 unidades), Viper Snakeskin Edition GTC (25 unidades) e Dodge Dealer Edition ACR (33 unidades).

Todos os Dodge Viper 2017 são equipados com motor V10 8.4, de alumínio, que além de entregar 654 cv de potência, despeja nas rodas traseiras o impressionante torque de 82,9 kgfm, o maior entre todos os esportivos de aspiração natural do mundo. Desde 1992, as marcas Dodge e SRT produziram aproximadamente 30 mil unidades do Viper nas fábricas de Mack Avenue (1992 a 1994) e Conner Avenue (1995 até hoje), ambas em Detroit.

Por Glauco Lucena

Seja parte de algo grande

Dodge Viper - Fim da produção