Crossover compacto ganha detalhes esportivos, enquanto modelo elétrico antecipa futuro "verde" da marca

A Volkswagen mostra que quer mesmo entrar no mercado dos crossovers com força com dois modelos especiais para o Salão de Frankfurt (Alemanha). O T-Roc, baseado no Golf e que foi revelado recentemente, recebe a versão R-Line, com detalhes esportivos. Já o conceito I.D. Crozz recebeu uma atualização no design e antecipa parte do futuro elétrico da marca. Deverá chegar às concessionárias em 2020.

 

2017 VW T-Roc R-Line


"Nossa tarefa é deixar as tecnologias mais atuais disponíveis para mais pessoas. Uma coisa é clara: o Golf do futuro precisa voltar a ser o carro do povo", diz Herbert Diess, CEO da Volkswagen. Parte disso é levar o Golf ao público que gosta dos crossovers. Apesar do T-Roc não compartilhar o nome com o hatch, ele é construído com a mesma plataforma MQB e utiliza tecnologias semelhantes, como o motor 1.5 TSI de 150 cv.

 

Leia também:

A variante R-Line do T-Roc aposta em novos para-choques e a adição de um difusor traseiro. Embora não apareça nas imagens divulgadas, recebe também acabamento preto para o teto dentro da cabine, pedais de aço inoxidável e volante de couro. Nada de alterações mecânicas, mantendo os motores 1.0 TSI, 1.5 TSI e 2.0 TSI, além das opções 1.6 e 2.0 a diesel.

 

 

VW I.D. Crozz II Concept

 

Já o I.D. Crozz II é, em boa parte, uma reformulação do protótipo original. A VW colocou novos faróis que parecem muito mais limpos, pois não contam mais com a linha de LED (que passou para o para-choque, como no T-Roc). A pintura em dois tons ajuda no design, principalmente na perspectiva de três-quartos de traseira, na qual o teto prateado faz contraste mais bonito com a carroceria vermelha e dá mais destaque aos detalhes.

VW I.D. Crozz II Concept


O Crozz II continua a ter um desenho estranho para a porta, com abertura convencional para as da frente e corrediças para as traseiras. Sem a coluna B no caminho, contribui para o espaço na cabine. A VW até imagina que o proprietário poderia abrir as portas por comando de voz. A marca mostra o conceito I.D. Crozz II com um par de motores elétricos - um em cada eixo - com um total de 306 cv. Essa configuração permite que tenha tração nas quatro rodas e velocidade máxima de 180 km/h. A autonomia é estimada em 500 km.

 

A fabricante também diz que o conceito poderia ter dinâmica afiada como a do Golf GTI por causa dos amortecedores controlados eletronicamente e a suspensão multibraços na traseira.

O primeiro modelo elétrico da Volkswagen será um hatchback, previsto para 2020. A versão de produção da minivan I.D. Buzz, a sucessora da Kombi, deve chegar somente em 2022. O terceiro carro da linha será um crossover inspirado exatamente no Crozz II.

Fotos: Divulgação

Seja parte de algo grande

Volkswagen T-Roc R-Line