Justiça determinou pagamento de R$ 64 mil em indenizações a cada um dos 17.057 donos de Amarok afetadas

O juiz Alexandre Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, condenou nesta semana a Volkswagen a pagar um total de R$ 1,09 bilhão em indenizações relacionadas ao escândalo do Dieselgate no Brasil. O valor prevê o pagamento de indenizações aos 17.057 proprietários da picape Amarok (único veículo vendido em solo nacional afetado pela fraude) e inclui o desembolso de R$ 54 mil por danos materiais e mais R$ 10 mil por danos morais a cada dono.

Além disso, cerca R$ 1 milhão também foram adicionados à conta como forma de reparar o "dano moral coletivo causado à sociedade brasileira" - medida considerada pelo magistrado como de "caráter pedagógico e punitivo". A VW oficialmente ainda não se pronunciou, mas, por ter sido proferida em 1ª instância, a decisão ainda cabe recurso.

Leia também:

Comparativo - Chevrolet S10 High Country, Nissan Frontier LE 4x4 e Volkswagen Amarok Extreme

 

Descoberto em 2015 com consequências graves para a imagem da marca no mundo todo, o caso afetou especificamente 17.057 exemplares da Amarok produzidos na Argentina e vendidos no Brasil entre 2011 e 2012. Todos foram equipados com o mesmo motor 2.0 TDI turbodiesel, cujos índices de emissões de gases poluentes eram intencionalmente mascarados com a ajuda de um software manipulador.

Chassis envolvidos

 Amarok

  • 2011 - BA000257 até BA000338
  • 2011 - B8000200 até B8082605
  • 2012 - CA001950 a CA026145
 
Atualização - resposta da Volkswagen
 
A Volkswagen do Brasil vai recorrer desta decisão judicial, que considera incorreta.
Em junho de 2017, a Volkswagen já recorreu da decisão do Ibama referente ao tema, uma vez que medidas técnicas provaram que o software não altera os níveis de emissão da Amarok comercializada no mercado brasileiro. Portanto, os carros envolvidos atendem a legislação brasileira mesmo antes dos referidos softwares serem removidos destes carros.
 
A Volkswagen convocou os modelos Amarok para substituir o software da unidade de comando eletrônico do motor, com objetivo de recuperar a confiança de seus consumidores. O recall teve início no dia 3 de maio de 2017 e envolve um total de 17.057 veículos.

 

Fotos: divulgação e arquivo Motor1.com

Seja parte de algo grande

Nova Volkswagen Amarok 2017