O futuro das motos será assim, segundo a marca

Em janeiro, a Honda apresentou o conceito do "Honda Riding Assist". Com três motores elétricos para mover o guidão, mudar o entre-eixos e um para mover a moto, o sistema era um indicativo do que as motos serão capazes em pouco tempo. Para o Salão de Tokio, a empresa japonesa apresentará o segundo estágio deste conceito: a propulsão elétrica. 

Leia também:

O "Riding Assist-e" usa um motor elétrico no lugar do a combustão, mas ainda não foram informados dados como potência e autonomia. Já é possível ver a tomada para recarga na lateral da moto, e que ele será independente dos sistemas autônomos. Ou seja, agora são 4 motores elétricos, divididos entre propulsão, locomoção em baixa velocidade e equilíbrio. 

 

 

Este protótipo mostra que a Honda investirá em modelos elétricos também no segmento de duas rodas, além dos sistemas autônomos como algo independente, servindo tanto para modelos a combustão quanto elétricos. Há apostas que algo deve aparecer na nova Gold Wing, a moto topo de linha da marca, que deve ser apresentada em nova geração após o Salão. 

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande