Se vindo da Europa ele seria caro demais, do México as coisas mudam

Durante o Salão de Frankfurt, David Powels, Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil, deixou no ar a dúvida: o T-Roc será vendido no Brasil ou não? Sem negar ou confirmar, o presidente da marca deixou um caminho a ser trilhado. E uma notícia do site mexicano "Al Volante" coloca mais lenha nesta fogueira. 

Leia também:

 

 

O novo SUV, apresentado na Alemanha, deve substituir o Fusca (que sai de linha no fim deste ano) na linha de montagem de Puebla. Tal informação foi conseguida pelo site mexicano com fontes da marca no país, que afirmou que as primeiras unidades de teste, ainda em forma de protótipo, já começaram a ser produzidas no local. Outro bom indicativo é disso a apresentação do T-Roc durante o Salão de Los Angeles para o público americano. 

Assim, o T-Roc abre caminho para o Brasil, já que modelos importados do México não pagam o Imposto de Importação. Muito falou-se sobre valor alto se vindo da Europa, mas trazido do México o preço é, em teoria, menor e pode possibilitar a chegada do SUV ao país. 

Produto da plataforma MQB, tem porte de Golf, mas o interior é quase o mesmo encontrado no novo Polo, recém-apresentado no Brasil. A partir do Polo, haverá o T-Cross, um SUV menor que o T-Roc, já confirmado para o Brasil para entrar na seara de Honda HR-V, Jeep Renegade, Hyundai Creta, Nissan Kicks e cia. 

 

 

Fonte: Al Volante

Seja parte de algo grande