A nova geração da Ford Ranger não só foi confirmada pela fabricante, como também já apareceu em uma série de vídeos e fotos. A picape média está mais em um período de divulgação do que de testes, pois está desfilando nas ruas na Tailândia com a mesma camuflagem das imagens divulgadas até o momento e com um QR code na lateral para quem quiser saber mais. A produção na Argentina já foi confirmada para 2023, chegando ao Brasil na mesma época.

As fotos publicadas pelo Ford Ranger Club Austrália e mostram a nova Ford Ranger 2023 de frente, confirmando que adotará a identidade visual que estreou na geração atual da F-150. Terá faróis em forma de “C” e uma barra horizontal que sai das luzes para atravessar toda a grade. Este design havia aparecido em fotos vazadas, reveladas em 2019 e está claro que a marca usará em todas as picapes – afinal, foi usado também pela Maverick.

Teaser do Ford Ranger 2023

O flagra mostra a nova geração da picape apenas de frenta, o que não é um problema pois o veículo ganhou um teaser com a traseira, com as lanternas à mostra. Manterão o desenho vertical e utilizarão LED, assim como nos faróis. As setas ficarão na parte superior, o que já trará uma outra identidade ao conjunto. A maçaneta da tampa da caçamba ficará mais acima, subindo também o logo da Ford.

Do lado de dentro, até o momento só vimos um flagra do Everest, SUV derivado da Ranger que enfrenta Toyota SW4 e Chevrolet Trailblazer em outros mercados. O protótipo fotografado ainda usava muitas peças temporárias, algo que fica claro pela ausência de acabamento no console central onde está o seletor de marchas giratório (como era no Fusion). Pelas linhas do painel e as saídas de ar verticais no centro, a picape deve usar uma central multimídia mais convencional ao invés de uma tela vertical como na F-150 ou uma flutuante como visto na Maverick, substituindo o rádio simples que está nas fotos.

Ford Ranger 2023
Ford Ranger 2023

Documentos vazados revelam que a nova Ranger 2023 terá o motor 2.0 turbodiesel de 213 cv e 50,9 kgfm nas versões mais baratas. Logo acima estará o 3.0 V6 turbodiesel compartilhando com a F-150, substituindo o 3.2 de cinco cilindros, entregando 253 cv e 60,8 kgfm. A opção a gasolina será o 2.3 turbo, porém com um sistema híbrido plug-in, gerando 367 cv e 69,3 kgfm, prometendo fazer cerca de 33 km/litro. Terá sempre uma transmissão automática de 10 marchas e nada foi dito ainda sobre uma opção manual.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com