Veja nossas impressões ao dirigir o carro automatizado mais barato do Brasil

Cada vez mais exigidas pelos consumidores, as opções para descansar o pé esquerdo e não precisar mais trocar de marcha se consolidam até entre os carros mais baratos do mercado. Nesta semana foi a vez de o Fiat Mobi Drive, equipado com o moderno 1.0 de 3 cilindros Firefly, ganhar a opção de câmbio automatizado. Antes chamado de Dualogic, ele recebeu diversas melhorias e agora é chamado pela marca de GSR-Comfort (de Gear Smart Ride). A R$ 44.780, ele é a opção sem pedal de embreagem mais barata do Brasil. Veja nossas impressões ao dirigi-lo: 

O que é?

Anunciado pela primeira vez durante o Salão do Automóvel, o Mobi equipado com o novo motor de 3 cilindros e com câmbio automatizado chega para completar a gama do subcompacto com um produto mais adequado à cidade do que as versões manuais.  

A versão mais recente do câmbio automatizado da Fiat está disponível somente no Mobi Drive e usa botões no lugar da tradicional alavanca e conta com paddle shifts no volante para trocas manuais.

 

Fiat Mobi GSR

 

Embora não seja uma transmissão nova e sim uma evolução da Dualogic, a caixa recebeu um novo mapeamento, auto up/shift abort (que segura as marchas) e sensores de inclinação. Além disso, ela aprimorou as funções creeping e o modo Sport.

Como anda?

Para deixar mais evidente a vocação urbana do carrinho, o test drive foi feito por ruas e avenidas de São Paulo (SP). Confesso que não criei tanta expectativa assim em termos de novidade em relação ao caçula da família equipado com câmbio automatizado. Afinal, já conhecia bem o sistema da Fiat em outros modelos da gama. Todavia, logo nos primeiros metros já deu pra notar os sinais das mudanças. Bem positivas, por sinal.

Mantendo as boas características da versão Drive, como o nível de conforto, a direção elétrica e, lógico, o eficiente 3-cilindros de até 77 cv, o GSR agradou na cidade. As trocas de marcha ficaram mais rápidas e suaves do que na versão anterior deste câmbio, que nunca equipou um carro 1.0 na Fiat até aqui. O GSR reduziu bastante o incômodo delay. 

 

Fiat Mobi GSR

 

Nos trechos conduzidos de forma mais tranquila, sem afundar o pé no acelerador, o funcionamento do conjunto chega a surpreender para um câmbio deste tipo. Tanto que raras vezes durante o percurso foi necessário recorrer aos paddle shits, pois o câmbio fez bem o seu trabalho.

Em subidas, o GSR também trabalhou bem. Neste ambiente, graças à ajuda dos sensores de inclinação, que ajudam a central a aplicar a marcha mais adequada, sem fraqueza excessiva nem excesso de giros.

A atuação do auto up/shift abort fica evidente naquelas situações em que a sua faixa está mais lenta e a do lado, livre. É preciso pisar fundo para mudar e acompanhar o fluxo e o GSR deu conta do recado, “segurando” a melhor marcha. As retomadas também ficaram melhores, já que o câmbio "entende" melhor as investidas no pedal direito e responde mais prontamente. Em suma, o GSR é um companheiro de viagem mais agradável, seja pisando fundo para as reduções ou aliviando o pé para uma tocada tranquila.

 

Fiat Mobi GSR

 

Para quem não se lembra dela, a função creeping facilita as arrancadas, manobras e saídas em aclives. Ela atua colocando o carro para andar bem devagar (7,5 km/h) depois de se selecionar D, R ou engatar alguma marcha pelas borboletas. Como acontece com câmbios automáticos convencionais. Com ela, diminui um pouco a impressão de “carro solto”, um incômodo nesse tipo de câmbio. Na prática, porém, o recurso se mostrou útil apenas em aclives bem leves – a marca diz que o sistema funciona em rampas com até 8% de inclinação. 

Outra melhoria foi na função Sport, que agora vai além de simplesmente manter os giros mais altos e altera parâmetros do motor e até a resposta do pedal do acelerador. A novidade, aliada à possibilidade de fazer as trocas pelas borboletas, dá um certo “temperinho” à condução.

Em resumo, as melhorias anunciadas são bem perceptíveis e tornam a condução de um automatizado menos incômoda, chegando a ser agradável em boa parte do tempo. Dentro das limitações deste tipo de câmbio e do motor a que ele é aplicado (ainda é um 1.0), a engenharia da Fiat fez um bom trabalho.

Quanto custa?

O Mobi Drive GSR é o carro sem pedal de embreagem mais barato do país e não é por pouco. Como referência, o rival mais próximo VW move up! i-Motion parte de R$ 48.365. A R$ 44.780, a diferença chega a R$ 3.585, ou 8%, um desconto nada desprezível em qualquer compra. O up! tem um belo motor de 3 cilindros, mas o 1.0 Firefly não fica atrás. O Mobi também oferece direção elétrica com função City e boa dirigibilidade.

Como se isso já não fosse uma vantagem atraente, o Mobi Drive GSR também é carro 1.0 mais econômico do país (veja detalhes na ficha técnica). Trunfo duplo quando a questão é gastar menos.

Embora deva responder por apenas 10% do mix de vendas do Mobi (de acordo com as previsões da Fiat), a versão automatizada, com as mudanças do restante da gama, têm como objetivo elevar as vendas mensais do compacto das atuais 3.500 unidades mensais para cerca de 4.500 unidades. Será que ele consegue? Méritos para isso o Mobi Drive GSR mostrou que tem. Resta saber se o mercado os reconhecerá.

Por Júlio Cesar, de São Paulo (SP)

Fotos: divulgação

Fiat Mobi GSR

 

Preços e versões: Fiat Mobi 2018 

Durante a apresentação do Mobi Drive GSM-Comfort, a Fiat divulgou a nova gama para a linha 2018, onde as versões ON foram retiradas de linha, como antecipamos dia 25, e deram lugar a kits de conteúdo. Veja detalhes:

Mobi Easy (R$ 33.700): traz de série motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, quadro de instrumentos com iluminação em LED e display digital de 3,5 polegadas, brake light e ESS (sinalização de frenagem de emergência), entre outros itens. Pode receber opcionalmente desembaçador com ar quente e o Kit Funcional, composto por vidros elétricos dianteiros, pré-disposição para rádio, limpador e lavador do vidro traseiro, desembaçador e travas elétricas nas portas.

Mobi Like (R$ 39.190): adiciona à versão Easy ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, vidros elétricos dianteiros, trava elétrica nas portas, volante com regulagem de altura, maçanetas e retrovisores na cor do veículo e outros. Pode receber o Kit Connect, com desembaçador do vidro traseiro, limpador e lavador vidro traseiro, rádio Connect com Bluetooth e volante multifuncional, ou o Kit Live On, que acrescenta a estes itens o sistema Fiat Live On e quadro de instrumentos com TFT.

Mobi Drive (R$ 40.650): além dos itens da versão Like, traz o novo motor 1.0 Firefly 6V Flex, grade dianteira com pintura em preto ônix, direção elétrica e sistema HCSS de partida a frio. Os kit disponíveis são Connect, Live On e ainda o Tech, composto por chave com telecomando, faróis de neblina, rodas de liga leve de aro 14", alarme, retrovisor elétrico com Tilt Down, Cargo Box, banco do motorista com regulagem de altura, abertura interna do porta-malas e do bocal de abastecimento, sensor de estacionamento traseiro e cintos dianteiros com regulagem de altura, além de revestimento da soleira das portas dianteiras.

Mobi Drive GSR (R$ 44.780): soma à Drive o câmbio automatizado, volante com paddle shift e computador de bordo A e B. Também pode receber os kits Connect, Live On e Tech.

Mobi Way (R$ 40.650): acrescenta à Like barras longitudinais no teto, moldura nas caixas de roda, para-choques exclusivos e suspensão elevada. Essa versão também pode ser equipada com os kits Connect e Live On.

A oferta de cores contempla as opções sólidas Branco Banchisa, Preto Vulcano e Vermelho Alpine, a perolizada Branco Alaska e as metálicas Prata Bari, Cinza Tellurim e Verde Amazon (as duas últimas exclusivas para a versão Way). 

Ficha Técnica - Fiat Mobi Drive GSR 

MOTOR dianteiro, transversal, três cilindros, 6 válvulas, 999 cm³, comando variável de válvulas, com ciclo Atkinson/Miller em cargas parciais, flex
POTÊNCIA/TORQUE 72/77 cv a 6.250 rpm / 10,4/10,9 kgfm a 3.250 rpm
TRANSMISSÃO cinco marchas à frente e uma à ré (automatizado)
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
RODAS E PNEUS liga leve aro 14", com pneus 175/65 R14
FREIOS discos sólidos na dianteira e tambores na traseira, com ABS e ESP
PESO 965 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento de 3.566 mm, largura de 1.633 mm, altura de 1.502 mm e entre-eixos 2.305 mm
PORTA-MALAS 215 litros
PREÇO R$ 44.780
ACELERAÇÃO * 0 a 100 km/h em 14,8 s (gasolina) / 13,9 s (etanol) 
VELOCIDADE MÁXIMA * 161 km/h (gasolina) / 164 km/h (etanol)
CONSUMO (Inmetro) urbano: 14,0 km/l (gasolina); 9,8 km/l (etanol) / rodoviário  15,9 km/l (gasolina); 11,1 km/l (etanol)

*Dados divulgados pela Fiat

Seja parte de algo grande