Ele chega em agosto para repetir o sucesso da primeira geração com porte maior, novos equipamentos e ainda mais conforto

Não parece, mas faz 9 anos desde que a Volvo lançou o XC60. Neste tempo, o SUV médio sueco se tornou não só o mais vendido do segmento no mundo como também o Volvo mais vendido. Ele trouxe um design diferente, mais estiloso, para a Volvo do que os conhecidos quadradões clássicos da marca. O coração substituiu a cabeça. 

 

2017 Volvo XC60 First Drive

 

Este é o novo XC60, que é claramente influenciado pelo o que já existiu mas foi reinterpretado, como o nariz vertical visto no irmão maior XC90. É inequivocamente o que as pessoas acham ser um Volvo. Também dividido com o XC90, e com os novos Volvo que serão lançados, é a plataforma modular SPA (Scalable Product Architeture), que permite diversas construções em vários tamanhos e diferentes classes de carros. 

Efetivamente, o XC60 é menor e aparenta ser mais dinâmico que o XC90, mas usa os mesmos motores de 4 cilindros e 2.0 litros turbo, gasolina ou diesel, e ainda com a opção híbrida de impressionantes 413 cv combinados. Todos têm a transmissão automática de 8 marchas e tração na 4 rodas, mais um belo pacote de sistemas de segurança que, juntos, chegam perto dos sistemas autônomos. Todos possuem o Volvo Sensus, um sistema multimídia com a grande e vertical tela sensível ao toque.

A forma com que são batizados os motores não tem a ver com o número de cilindros, mas com a potência e combustível - se é gasolina (T) ou diesel (D). O Brasil terá, a princípio, as versões 2.0 turbo T5 (254 cv) nos acabamentos Inscription, Momentum e R-Design. 

Mini-XC90?

Ele é um pouco maior, mais largo e pesado que o modelo que se aposenta (que ainda usa a plataforma derivada do Ford Mondeo), mas é levemente mais baixo. Sua forma mistura estilo sólido e desenho fluído, com a linha de cintura que sobe como no anterior, além de um ombro marcante quando se olha de traseira. O vice-presidente de design, Thomas Ingenlath, que foi para a Volvo saindo do Volkswagen Group, quis manter um visual limpo, nítido, e ele conseguiu isso com alguns detalhes nas luzes com estilo futurista. 

2017 Volvo XC60 First Drive
2017 Volvo XC60 First Drive

Por dentro, o novo XC60 é mais aconchegante e fechado em volta do motorista que o XC90. Os ocupantes dos bancos dianteiros ficam em posição mais baixa, como num sedã (o oposto dos SUVs), inclusive para dirigir. Ainda assim, consegue-se boa visibilidade graças à altura do XC60 e suas rodas grandes. O painel de instrumentos de duas das três versões, a R-Design e a Inscription, traz a moderna tela de TFT com instrumentos virtuais, com a grande tela do sistema Sensus ao centro. Ela é intuitiva e fácil de usar, com as funções em telas que são mudadas com um arrastar dos dedos. 

2017 Volvo XC60 First Drive
2017 Volvo XC60 First Drive

As saídas de ar verticais têm acabamento em metal fosco ao centro, e o painel da versão de topo, Inscription, traz madeira - chamada de Driftwood - que embeleza as curvas baixas do painel. Couro e plásticos suaves são os materiais dominantes, mas enquanto as portas são completamente forradas, a tampa do porta-luvas é rígida, estranha ao toque. No geral, a cabine dá impressão geral de descontração e qualidade. 

Os passageiros de trás contam com muito espaço, enquanto os encostos de seus bancos podem ser rebatidos via um botão no porta-malas. Eles se recolhem rapidamente, por serem leves. O porta-malas não é totalmente plano, com o piso subindo levemente. Todo XC60 tem a tampa do porta-malas elétrica, que pode ser aberta com movimentos dos pés abaixo do para-choque traseiro. 

Como anda?

O T8 híbrido será lançado alguns meses após os demais, então testamos as versões disponíveis D5 e T6, esta com o motor a gasolina de 324 cv do T8, mas sem o motor elétrico. O T6 dá uma ideia do que esperar do T5 e do T8, com seu impulso inesperado da combinação do peso do XC60 e o som do motor a gasolina. O T6 é um motor suave, mas nossa impressão é que o T5, menos potente, não será rápido como os 257 cv sugerem que ele seria. 

 

2017 Volvo XC60 First Drive

 

A Volvo diz que a maior parte dos compradores europeus irá para a diesel D5, embora a campanha de ódio que os carros a diesel sofrem no Reino Unido possa mudar isso. É uma condução mais prazerosa que a do T6 em diversos aspectos, com motor que gosta de rotações mais baixas e entrega suave de força com uma transmissão que faz trocas de marchas suaves. Não há aletas para trocas manuais das marchas, mesmo com a Volvo dando ênfase para o dinamismo do XC60 em relação ao XC90. "Confiança inspiradora - a nova experiência de direção da Volvo" é a mensagem. 

Na verdade, o XC60 é mais uma máquina para viagens relaxantes do que um carro para ser pilotado. A direção, mesmo tendo respostas rápidas, parece desconectada, mais no T6 que no D5, o que torna difícil apurar em primeiro contato a precisão prometida pela suspensão dianteira com braços duplos. Alterando os modos de condução - Eco, Normal e Dynamic - ou criando a sua própria combinação de acelerador, câmbio, suspensão e direção (e até mesmo respostas de freios), você pode fazer o XC60 parecer mais em contato com o motorista, mas as diferenças entre os modos não são claras. Gruda no chão, mas nada surpreendente. É impressionantemente quieto em altas velocidades. 

2017 Volvo XC60 First Drive
2017 Volvo XC60 First Drive

A qualidade de rodagem, também, é uma bela evolução do modelo antigo. Nosso carro testado tinha o opcional Dynamic Pack, com suspensão a ar, então não podemos falar sobre o sistema de série, mas eles absorvem os impactos e fazem bom serviço nas curvas. 

A Volvo, sempre de olho na segurança, equipou o XC60 com sistemas capazes de guiar entre as faixas e virar a direção até os 130 km/h (o que chega a ser irritante). Ele também freia automaticamente e evita os obstáculos na estrada, incluindo veículos que podem colidir com você, com velocidade e distância pré-programadas. Ainda te avisa sobre carros em seu ponto cego e toma ações automaticamente se você puxar para o lado errado. Você pode desligar o assistente de faixas e o de ponto-cego, mas o freio automático e de distância estão sempre ligados. 

Devo esperar por ele?

A ultima geração foi um retumbante sucesso, inclusive no Brasil, e esta é melhor em todos os sentidos. Então muita gente vai querer o novo, que já está em pré-venda por aqui e chega oficialmente em agosto. Não compre especificamente pelo prazer ao dirigir, pois o Jaguar F-Pace, Land Rover Discovery Sport, Range Rover Evoque e BMW X3 são muito mais prazerosos de guiar, mas o XC60 é um meio de transporte prazeroso, bem equipado desde a versão "básica". Além disso, a interface do sistema multimídia é uma das melhores do mercado. É bonito e aparente ter qualidade. Ao menos que você seja um entusiasta, o XC60 será uma excelente compra. 

Fotos: divulgação

Volvo XC60

Preço Base £37,205
Preço como testado £44,705 (D5 Inscription)
Motor 2.0, 4 cilindros, biturbo diesel
Potência 257 cv
Direção 4WD
Consumo 21,9 km/l
Peso 1846 kg
Transmissão automática, 8 marchas
Volume do porta-malas 505 litros
Capacidade de passageiros 5
0-100 KM/H 7,2 s

Seja parte de algo grande